ÁREA DO CLIENTE

Esqueceu sua senha?

Notícias

Apartamento novo ou usado? Qual exige menos obras?

É um equívoco pensar que quem compra apartamento novo está livre de enfrentar uma reforma. Assim como acontece no usado, ou antigo, o futuro morador precisa realizar obras para adequá-lo às suas necessidades. Se for escolhido um imóvel na planta, o arquiteto pode fazer projeto com as alterações desejadas, como a abertura da cozinha para a sala, e pedir para a construtora do prédio executá-las. Se o apartamento já está pronto, o dono precisará providenciar as modificações. Além disso, ele terá de gastar no mínimo 20% a mais do valor do imóvel, com acabamentos (assoalhos, boxe, chuveiros, lâmpadas, luminárias) que não são instalados pela construtora. A maior vantagem é o sistema elétrico, mais compatível à realidade atual: já vem com a quantidade de tomadas e carga elétrica para atender o aumento de aparelhos eletrônicos usados por toda a família.

Em compensação, os apartamentos antigos costumam ser mais espaçosos, com sala ampla e dois ou três quartos, e ficam em bairros mais desenvolvidos da cidade, com todos os tipos de serviços. Além disso, quase sempre têm o valor do metro quadrado menor do que o de um novo. Na reforma, muitas vezes, é possível aproveitar armários embutidos, pisos e acessórios de iluminação. Por outro lado, é preciso ficar atento a infiltrações e à situação das estruturas do prédio e dos elevadores. Toda a reforma impacta no valor do condomínio. Por reunir menos unidades, os gastos são divididos entre poucos moradores.

 

Fonte: Revista Casa e Jardim