ÁREA DO CLIENTE

Esqueceu sua senha?

Condomínio

Garagem de condomínios: saiba como evitar conflitos

Se existe um local nos condomínios residenciais que pode ser considerado como de alto potencial para conflitos entre os moradores, este lugar é a garagem de uso comum. Afinal, situações como carro mal estacionado, porta riscada, vaga presa e moto dividindo espaço com outro veículo são motivos para queixas recorrentes em vários prédios residenciais.

Para prevenir conflitos e incentivar o entendimento e a boa convivência entre os moradores, acompanhe no post de hoje como evitar discussões sobre vagas de garagem em condomínio!

Tenha uma convenção de regras do condomínio bem alinhada

Uma vez que o conflito está instalado, o primeiro passo para resolvê-lo é por meio da leitura da convenção do condomínio. Este documento com o conjunto de regras deve estar bem alinhado e escrito da forma mais clara e completa possível.

É imprescindível que ele contenha explicitamente tudo que pode e não pode ser feito, em detalhes e com uma linguagem clara, de modo que os moradores possam consultá-lo para sanar todas as dúvidas antes mesmo de pensar em começar a briga.

Nesta convenção, o condomínio deve determinar se algumas ações que costumam ser fontes de desavenças serão permitidas, como por exemplo: os moradores poderão guardar objetos ou motos no interior das vagas? Será possível destinar vagas para visitantes? Todos os aspectos devem ser contemplados de forma nítida.

Muitos condomínios, sobretudo os antigos, não dispõem de muito espaço e as vagas são escassas. Este fato não acompanha a crescente necessidade dos moradores, que costumam ter mais de um veículo que desejam estacionar.

Um outro assunto que gera muito falatório nos condomínios é a venda ou aluguel de vagas entre os moradores. Embora a lei permita esta prática, ela só pode ser aplicada caso esteja prevista na convenção. Como vemos, com base nesse documento, muitos problemas podem ser evitados.

Veja como mediar conflitos com segurança

Com o apoio da convenção, o síndico consegue mediar melhor os conflitos, uma vez que fica mais simples identificar quem está equivocado. Mesmo assim, se o morador persistir no erro, o síndico ou responsável não deve hesitar em aplicar multas ou penalidades, que devem estar bem expressas na convenção.

Certamente, o síndico deve agir com firmeza no papel de mediador, porém cabe usar também o bom senso a fim de evitar possíveis ações judiciais e problemas mais sérios de convivência entre os moradores.

Comunicação para resolver problemas

Sempre tem aquele condômino que não olha para os lados antes de abrir a porta do carro e acaba arranhando ou amassando o carro da vaga vizinha.  Isso é um problema grave e fonte de brigas tensas entre os moradores. Além disso, casos ainda mais comuns envolvem pessoas que estacionam errado e acabam tomando parte da vaga de outras garagens.

Em casos assim, o ideal é que os condôminos resolvam o problema entre si usando estratégias de comunicação simples. Deixar no para-brisa do carro um bilhete solicitando que a pessoa preste mais atenção ao estacionar, por exemplo, pode ser uma solução. Em casos mais graves, vale mandar uma carta mais detalhada, mas educada, e deixar debaixo da porta do vizinho.

Atingir a paz perfeita no condomínio é um desafio complicado, especialmente quando se trata de vagas de garagem em condomínio. Porém, com regras bem desenhadas e uma ajuda da tecnologia, o difícil parece possível de se resolver!

Gostou no nosso post? Então compartilhe com os amigos nas redes sociais e ajude eles também a resolver problemas em seus condomínios!