ÁREA DO CLIENTE

Esqueceu sua senha?

Condomínio

Imóveis para locação de curta temporada podem resultar em bons investimentos

O aluguel por temporada no Brasil já movimenta R$ 5,6 bilhões, e uma unidade chega a faturar R$ 250 mil por ano nesse novo formato de locação para curta temporada. Mas qual o motivo desse boom?

O motivo atende pelo nome e sobrenome de “economia colaborativa” – o hóspede que paga menos, comparados com hospedagens tradicionais. – fica aqui um spolier – é um modelo econômico que veio para ficar, aponta Eudoxios Anastassiadis, diretor presidente de incorporadora. “Aquele estilo de aluguel que conhecemos está perdendo espaço para o aluguel de curta temporada, onde o inquilino passa uma temporada para eventos curtos.” O público brasileiro já entendeu os benefícios do aluguel por temporada e passou a optar mais por essa modalidade de investimento. E o momento é propício.

Os clientes estão mais confiantes

O tabu entorno do imóvel alugado por curta temporada acabou. Clientes já veem na atividade um jeito inteligente e seguro de locação, e já identificaram uma alternativa vantajosa.

A economia está mais favorável 

O ano de 2019 trouxe com ele a baixa na taxa SELIC, para 5,5%, o que gerou redução nos juros e consequentemente fica desinteressante deixar o dinheiro parado, rendendo apenas 1% real ao ano. Isso ajudou a aquecer o mercado e a injetar mais ânimo nos investidores.

O investimento em imóveis, já previsto para esta modalidade, pode ser uma excelente alternativa para rentabilização, pois a locação de curta temporada pode ser a própria fonte pagadora do imóvel que foi financiado para este fim.

Novas oportunidades chegaram 

Com o crescimento do aluguel por temporada o mito de que apenas cidades litorâneas têm potencial de atração de turistas ficou para trás. Hoje há amplo crescimento no número de viajantes a negócios, cursos, workshop etc. Viajantes que não mais optam apenas por hotéis. Buscam principalmente uma nova experiência de alta qualidade.

Para aproveitar esse bom momento e fazer um investimento sólido e rentável.

Investir no modelo de aluguel por curta temporada é simples

É sem mistério. A forma de se investir em um imóvel para alugar por curta temporada é semelhante ao modelo tradicional. É preciso levar em consideração a localização do imóvel, a tipologia adequada, projeção de valorização e, claro, buscar uma construtora e incorporadora de confiança.

Foque nas capitais, elas estão com tudo

Cidades como Rio de Janeiro, por exemplo, atraem turistas a negócios e eventos o ano inteiro. Isso significa uma demanda ampla para o proprietário de imóveis para aluguel de curta temporada. E inúmeras outras cidades brasileiras seguem o exemplo.

Fonte- EXAME