ÁREA DO CLIENTE

Esqueceu sua senha?

Notícias

Quais são os deveres dos condôminos?

Para ajudar a manter o correto funcionamento do prédio e cooperar para a boa convivência entre os moradores, resolvemos trazer, na matéria de hoje, uma lista com cinco deveres de todo condômino. Continue lendo e descubra, a seguir, essas responsabilidades.

 

  • Respeitar as regras de boa vizinhança

 

Elas colaboram para que todos os moradores convivam de forma harmônica e equilibrada. Estão relacionadas à utilização das áreas comuns, encomendas, reformas etc. É importante destacar que se deve, sempre, agir com respeito e bom senso.

  • Não alterar a fachada do edifício e partes e esquadrias externas

 

Os condôminos são proibidos de fazer qualquer obra que altere a fachada do prédio, usando cores e tons diferentes do original, auxiliando a manutenção do padrão arquitetônico do imóvel.

  • Não destinar a unidade para uso diverso da finalidade do prédio

 

Se o condomínio é residencial, não pode ser usado para fim comercial, e vice-versa. A não ser que a finalidade do condomínio seja mista (residencial e comercial). Atividades consideradas artesanais (como manicure, aulas de culinária etc.), para a jurisprudência, não desvirtuam a finalidade de um condomínio residencial por não gerarem fluxo grande de pessoas.

  • Não atrapalhar o uso das áreas comuns

 

As áreas comuns, como o próprio nome já diz, são de uso comum de todos os condôminos e é obrigação de cada um deles não atrapalhar o uso dos demais, tratando os espaços como se fossem sua exclusiva propriedade (guardando objetos, por exemplo).

  • Não locar vaga de garagem a estranhos e não aliená-la

 

A não ser que a atitude seja previamente aprovada em assembleia, o morador está proibido de locar sua vaga de garagem a não moradores do prédio.

Em relação à alienação, não é permitido que o morador aloque móveis e objetos diversos em sua vaga, que só tem como abrigo os veículos.

E então, o que achou? Na realidade, são regras simples de serem respeitadas e cumpridas, não é verdade?! Pensando no bem comum, fica bem mais fácil e natural segui-las… Compartilhe-as com seus vizinhos e síndico, auxiliando seu condomínio. 😉